quarta-feira, novembro 15, 2006

Espécies em extinção



Eu sempre me incomodei com gaiolas. Não suporto ver pessoas engaioladas, mesmo sabendo as razões. Devem ser seqüelas de outras vivências, paisagens, que me deixam profundamente tocada. E é também com o mesmo desconforto que olho para os pássaros em gaiolas, seres naturalmente livres, por isso alados.

Eu nunca entendi a razão de alguém tomar para si cativo, o que lhe dá prazer. Pra mim é morbido. As aves já nasceram libertas, ganhando espaço. "Olhai as aves no céu" já dizia o mestre, pois assim é o que determina o grande autor da natureza.

Reclamamos que os bons momentos são efêmeros, passam rápido demais, que o prazer é fortuito. É porque nós, também seres libertos, experimentamos a felicidade nos momentos de liberdade. Criar ou ler um texto gostoso é uma sensação ímpar, por exemplo.

E de repente, devido à ação nossa, esquecemos que a destruição é uma lei natural, acompanhando o progresso do ser vivo. O que não impede o pensamento de pedir socorro para as ínumeras espécies ameaçadas do Planeta.

O grupo ambientalista WWF alerta: cerca de 72% das aves estão ameaçadas por conta do aquecimento global.

Para muitos, o fato é apenas um processo natural que nunca os atingirá. Para esses, eu chamo atenção 'a realidade. Vivemos em ciclos e o que acontece em qualquer lugar, por mais que seja distante, nesta Terra, nos atingirá.

Apesar de a criação ser infinita e constante, não é menor a nossa responsabilidade. Quando olha para o céu, o que você espera ver?
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno