segunda-feira, julho 16, 2007

Materialmente falando


No mundo material, danos morais são ressarcidos com dinheiro. A quantia é estipulada de acordo com o "tamanho" do crime. É o Estado quem indica com a ajuda do advogado, cuja competência também é medida pelo valor a ser estipulado. Quem segura o martelo dita a norma a ser obedecida.


No mundo íntimo a dor se espalha em todas as ações que deixaram de ser praticada para o engrandecimento do vitimado. Não há dinheiro que apague o som da palavra dita; que remova as seqüelas de um estupro; que devolva a infância ultrajada. Mas, é uma tentativa material, para quem está na matéria e dela sobrevive.


Ainda estamos aprendendo a buscar a verdadeira recompensa às adversidades e vicissitudes nossas.
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno