sexta-feira, julho 20, 2007

Ser presidente


Existe função mais dificil do que a de ser presidente de uma República? Seria igual a do técnico de um time, que perde sempre? A diferença é que o segundo é movido pela paixão desenfreada, pra não dizer cega.


Acabo de ler que o acidente do avião da TAM pode comprometer a imagem do presidente Lula.


Tudo eu! Tudo eu! imagino que ele possa falar nos bastidores sem que ninguém o escute porque senão vai ser interpretado como nervosinho, ou mesmo teimosinho, batendo o pé tentando fugir da responsabilidade.


Já morei em prédios em condomínio, onde se aprende a tolerar o barulho do vizinho, para que ele não reclame do seu. É aquela barganha no sentido de que vamos empurrando com a barriga a política da boa vizinhança, desde que ela não se intrometa com o meu modo de ser.


Saindo do condomínio, transporto o pensar para o Planalto. Se aquelas paredes falassem sobre as dúvidas, as cautelas, quantos infortúnios seriam evitados? E como saber se evitamos algo, se nada ocorre?


A propósito do dia do amigo que se comemora hoje, gostaria de ser mais próxima do presidente e com esse argumento lhe diria para ter calma diante da especulação de uma imagem borrada, desfocada.


Diria que nada que ele faça irá nos satisfazer integralmente e o que o tempo em Brasília pode até remendar rasgos provocados por tantas insensatezes outras, mas que a vontade de melhoras nem sempre é coletiva.

Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno