terça-feira, agosto 14, 2007

Nem tudo é trabalho


Estive em Icaraí de Amontada, ligeiramente ausente por conta de trabalho. Fui conhecer outras partes do meu Estado, praias ainda quase nativas por falta da invasão sem ordem. Para os moradores, muita carência, mas para quem visita tudo de bom: muito verde, muita água, desfile de coqueiros imensos, formando uma barreira natural na orla.

Mar com pouca maresia, uma benção para os transeuntes de cidade grande que vive disputando espaços com os veículos. O ambiente tão naturalmente aconchegante deixou-me resquícios de um prazer infindável, de viagem com direito a permuta com a natureza leve, livre das especulações interesseiras.


Na verdade, não foi nenhum esforço escrever duas matérias sobre a audiência que tinha como meta discutir reivindicações de melhorias. Foi um enorme prazer desfrutar o cheiro, o murmúrio do oceano, enquanto esperava calmamente na pousada que me foi oferecida, o sono vencer a minha expectativa auditiva. Sem nenhum medo de tsunami, estava ali, a 65 metros do mar.
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno