sexta-feira, dezembro 21, 2007

Cearensidade


Tem muita gente que reclama do consumismo nesse período. Desde a roupa aos produtos que vão à mesa na ceia natalina estão fora dos padrões do cearense. Quer dizer: não levamos para mesa, com exceção da farinha, os pratos típicos nossos. Mas, não podemos esquecer de alguns têrmos que temperam o leriado à mesa. Nesse momento, ninguém é mais cearense.


Acabei de receber uma lista de expressões do povo da terra. Gostei tanto que vou dividir aqui com você.


Cearense não briga ... ele risca a faca

Cearense não vai a festa ... ele cai na gandaia

Cearense não vai com sede ao pote ... ele vai dicumforça!


Cearense não vai embora... ele vai pegá o beco

Cearense não conserta ... ele dá uma guaribada

Cearense não bate ... ele senta o sarrafo


Cearense não sai para confusão... ele sai pro balai de gato

Cearense não bebe um drinque ... ele toma uma

Cearense não joga fora ... ele rebola no mato


Cearense não é sortudo... ele é cagado

Cearense não discute ... ele bota boneco

Cearense não corre ... ele faz carreira


Cearense não ri .. ele se abre

Cearense não brinca ..ele fresca

Cearense não compra garrafinha de cachaça... ele compra um celular


Cearense não toma água com açúcar .. ele toma garapa

Cearense não calça as sandálias ... ele calça as opercata

Cearense não morre... ele bate a biela


Cearense não exagera ... ele alopra

Cearense não percebe .. ele dá fé

Cearense não vigia as coisas... ele pastora


Cearense não vê destruição .. ele vê só o distroço

Cearense não sai apressado ... ele sai desembestado

Cearense não observa... ele passa os pano


Cearense não agarra a mulher ... ele arroxa

Cearense não dá volta ... ele arrudeia

Cearense não serve almoço ... ele bota o dicumê na mesa


Cearense não espera um minuto ... ele espera um pedaço.

Ser cearense é ser único. Peense num orgulho véi besta!!!


É claro que tem muito mais. Confira!

Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno