terça-feira, janeiro 29, 2008

O Papa tem razão


O Papa Bento 16 critica a vulgaridade dos meios de comunicação com razão. Vejamos a forma como a arte e a cultura, por exemplo, são tratadas. Alguns poucos canais de TV mostram superficialmente a essência cultural do homem. E apresentam-na como se privilégio fosse para alguns saborearem.


A grande massa - não gosto da expressão - fica à deriva. Continua à margem sob a pecha de que não tem interesse. Que a informação é democrática no conteúdo, mas não na forma. E enchem a tela de mesmices, cultuando a criminalidade, alimentando no homem o que ele precisa monitorar, numa convivência pacífica com o seu consciente.


Informações incompletas sem razões aparentes de ser. Uma corrida pela audiência numa aposta de números sem precedentes. Até quando continuaremos assim?


Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno