terça-feira, fevereiro 05, 2008

Descartável


A prática do descartável está acelerando o comprometimento do meio ambiente. Mas, as idéias para salvar a Terra não são descartáveis, como a do professor da Escola Técnica Federal do Rio de Janeiro, Haroldo Matos de Lemos, por exemplo.


Ele aconselha o uso contínuo das sacolas de plásticos nos supermercados, as quais deveriam ser pagas pelos consumidores. Confesso que não suporto plásticos e os que trazem os alimentos são reaproveitados para o lixo. Também sou adepta do fim das sacolas descartáveis.

O consumo desenfreado também compromete a tranquilidade que tem nele o adversário. Como diz a música: é preciso saber viver e a nossa escola a tudo suporta, mas no final, nos reprova. E nós reincidentes naturalmente, pedimos o obséquio de continuar tentando.
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno