quinta-feira, maio 08, 2008

Criança


As crianças são as grandes vitoriosas da vida. Antes do nascimento são alvo das indecisões dos pais. Uma vez no ventre, correm sérios riscos. E não são poucos desde os fatores biológicos a ação violenta do aborto.
Depois, prontas para nascerem enfrentam as filas nos postos de saúde, nas maternidades superlotadas. Uma vez no colo, nem sempre têm o leite humano no seio materno.


Meses depois quando mais cheiinhas e com o sorriso nos olhos - quando criança é assim que sorrimos - podem ser convites para os instintos mais escabrosos dos que se comprazem com os atos mais vis: a pedofilia.


Ser criança, é antes de tudo um centro de redenção. Têm voz, que nem sempre escutada, irrita os que se esqueceram dessa fase primeira, que poderia nos transformar em pessoas mais ternas.

É preciso, ou melhor, urge defender a vida desde o princípio. É absolutamente necessário auscultar os nossos sentimentos quando olhamos para um feto, para um bebê, uma criança com toda a sua ignorância de vida e angelitude.


Por isso, aplaudo sem timidez todas as políticas que vão lhe permitir o desenvolvimento. Lamento pelos que vaiaram os deputados ao rejeitarem a legalização do aborto.

Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno