terça-feira, dezembro 23, 2008

Natal



Natal lembra coisa fofinha, presentes, cheiro de comida boa, caprichada resultado de um dia inteiro na cozinha. Sem querer cansaço pelo prazer de saber que estará em boa companhia logo mais.




Natal lembra o bem que o mau encobre. Os dias que seguem desesperançados para muitos de nós. Pelo menos num dia apenas querer saber da desolação.


Para mudar, aquecer o frio do egoísmo, fazer sorrir, basta usá-las.
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno