sexta-feira, janeiro 18, 2008

Eu amo rádio


Eu amo rádio. Esta é a palavra de ordem de campanha que veicula diariamente na rádio FM Assembléia. São situações nossas do dia-a-dia, com personagens apresentando o privilégio de ter uma emissora para fazer companhia; informar, educando; alegrar por meio de músicas festivas.


Faz diferença na vida da sociedade a informação por ser fundamental. A prestação de serviço se soma às notícias factuais, aos documentos expostos para o público, sem provocar chagas, mas curando as feridas da alienação.


Eu amo rádio. Faço e deixo fazer. Esta é a escola-oficina da notícia e sabemos, de imediato, o que causa a informação no ar.


Ame rádio também. Ouça e seja ouvido.

quinta-feira, janeiro 17, 2008

Na paz


Quer estar de bem com a vida? Seja leal, a partir dos seus sentidos. Talvez você nunca vá perceber a satisfação de começar este post da maneira escrita. Mas, posso ajudar a perceber a paz que me invade diante dos roupantes que os amigos nos fazem.


A lealdade é a forma representada de encarar a realidade que por vezes insisto em mascarar. Na realidade, é uma grande conquista. Aprender a ser leal com os sentimentos, monitorar as emoções para que não exorbitem e não atropelem o sentir do outro.

No percorrer da vida chegamos a ouvir a indagação podemos ser apenas amigos? Como se fosse pouco. É assim, a subvalorização do que há de melhor, o sentir que mais se aproxima do amor, promessa de vida futura.
Lealdade, bem diferente da cumplicidade - quando alguém está conosco enquanto é bom e proveitoso - é o passo para o escalar do progresso lento, mas determinante na vida. Pois é, estou assim hoje: na paz!

quarta-feira, janeiro 16, 2008

Monalisa sem mistérios?


Pronto! Deram fim ao segredo de Monalisa. E agora, o que fazer com aquele olhar fascinante e o sorriso que não diz a razão para ser. Eu ainda prefiro o mistério de Da Vinci porque o artista nem sempre se dá conta do que o pincel revela. E a arte na tela é uma revelação para quem olha, cisma e busca entender o recado.


A Arte é para ser vista, divulgada porque representa o pensar humano com as cores nem sempre brilhantes do otimismo. Dizem alguns analistas plásticos que os pintores tem um certo quê de essência mística. Faz parte (na minha leiga opinião) da aproximação com o Criador, que nos auxilia a revelar o que temos de melhor.


terça-feira, janeiro 15, 2008

Chove chuva


O que a chuva provoca em você? A Cidade reclama mais atenção. As casas ribeirinhas, cuidados. A população vibra, apesar do medo de perder o que a muito custo conquista. Enquanto isso, a Natureza segue o seu trabalho sob o comando do Criador.


Nós aqui, tão pequenos, tão carentes e tão ignorantes ainda, reclamamos do excesso do líquido que cai, abundante, lavando as árvores verdejando ruas e ensinando que a esperança é o galho da planta, que o vento enverga, mas que o mantem.


segunda-feira, janeiro 14, 2008

Pelo tempo


Há tempo para tudo e é preciso estar maduro para reconhecer que nem todo fruto tem sementes, apesar de ter vindo delas.

Há um tempo para reconhecer que é necessário fazer o tempo seguir o seu caminho, sem querer segurá-lo, sob pena de se perder.

Há um bom tempo fiquei sem cismar no que fazer das horas que corriam e eu,apesar de demonstrar pressa, apenas caminhava num rumo sem reconhecer que o destino final estava o que mais aguardava.

De tempos em tempos eu paro para pensar que a voz da sabedoria precisa de segundos para se instalar no íntimo do relógio do coração.

O tempo nada apaga. Eu, sozinha reescrevia palavras outras para um futuro presente de costas para o passado.

Obrigada pela visita

Espero seu retorno