quinta-feira, janeiro 08, 2009

Alô, felicidade?


Desculpe, a felicidade está ocupada. Mas, quer deixar recado?

Ela retorna?
Com certeza, ela sempre retorna.

Mas, a que horas? Não sei se estarei em casa para atender.

Você pode informar o celular.

Ok, anota aí. Mas, e se a bateria estiver descarregada?

O serviço de mensagem de sua operadora, com certeza, vai lhe avisar.

Mas, e se eu não estiver ligado e não perceber?

A mensagem vai insistir.

Ah, sei... mas, e se eu não retornar?

Bom, você pode pedir a alguém, uma secretária, para lembrar o compromisso com a felicidade.

É uma boa idéia, mas e se eu estiver sózinho?

Bom, em algum momento você deverá estar com alguém ou mesmo lembrar sózinho, por que não?

E se a felicidade continuar ocupada para mim?

Não estará ocupada o tempo todo, um momento será só seu, pode ter certeza!

Mas, será que eu mereço tanta atenção assim?

É claro, oh, infeliz.

Você acaba de ler a dúvida do porta-voz da infelicidade. E aí, vai usar o serviço da felicidade?

Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno