quinta-feira, janeiro 08, 2009

Papo cérebro



Eu sou do tempo (faço questão de continuar sendo) de que a maturidade, a badalada FelizIdade, conta muito! Longe do slogan contemporâneo que a mídia utiliza fulana de tal, apesar dos 40 anos, tem um corpo de fazer inveja a qualquer garota de 20. Quer a opinião de uma quase sexagenária? Isso é lixo!


Afinal, o que se aprende em mais de cinco décadas deve valer mais do que a malhação e o bisturi do cirurgião plástico podem oferecer. Cortar pele e retirar gorduras são uma prática que banaliza o corpo. É como tirar a sobrancelha.


É óbvio que caminho à noite, num aparelho que me custou alguns reais parcelados em dez vezes; que deixo o prato colorido... mas será que a barriga dobrada o dia inteiro não merece uma flacidez? Já está passando da hora, para que as pessoas que usam e são usadas pela mídia, ofereçam uma trégua. Afinal, mulher não é só bunda, peito estufado e pernas musculosas. O cérebro não tem contraindicação.


Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno