terça-feira, junho 09, 2009

Tô despeitada


Há dias venho experienciando o despeito. Pensei não mais sentir o tal bicho. Pois não é que me enganei! Ele está dentro de mim, sorrateiro, caladinho, e agora, buliçoso. O diabo é que machuca. É o tumorzinho de margens avermelhadas, doido que alguem dê um cutucão para espalhar a dor.


Como o tumorzinho, muda a cor dos meus dias, e se eu cismar o pensar com vontade serei até capaz de chorar. Ah, mas não vou não! Por que não segurar a minha onda? Pensamento repetido no imo do ser que se sentia descolado, livre do danado do despeito.


A gente envelhece se considerando madura e esquece que o sentir não tem idade. Que despeito!
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno