sexta-feira, julho 31, 2009

Curtas férias


Tirei férias por aqui também e nem avisei. Não faltou consideração. Em casa, a Net nem thum para mim. Esta foi a causa da ausência.


Com o juizo descansado, faço juizo diferente do que se pode chamar descanço e, mais uma vez, creio no pensar permanente de como é bom ter um emprego para retornar e garantir a sobrevivência.


Apenas um dia de sol escaldante, numa praia com mais cadeiras do que pessoas ao relento. Com faro atrás de notícias, não vi fiscalização; não vi gente reparando em mim. Liberdade quase absoluta puxando a orelha de que tenho que me cuidar, mesmo que ninguem nada me peça.


O que não dá moleza são os preços. Nada muda no comércio praiano, onde até para matar a sede é preciso matar as economias no bolso.


Obrigada pela visita

Espero seu retorno