terça-feira, fevereiro 23, 2010

Tudo para não ser visto

De vez em quando passo algumas horas diante da TV não paga(quase nenhuma diferença) para acompanhar algumas novelas. E vou sempre atrás do que a Globo oferece. Tirando as caras fenomenalmente trabalhadas do elenco global, as situações apresentadas frustam com relação à expectativa do imaginário.

Traição é sempre o mesma tema. E a iniciativa envolve todos os membros das famílias criadas. Pai que trai a mãe, mãe que esconde do filho a paternidade, amigas nem tanto disputando maridos... Até aqui, qual a riqueza de Viver a vida?

Excluindo a realidade mostrada a cada fim de capítulo apresentado, os resumos reais são bem mais ricos, mais humanos do que a raiva que me provoca aquele personagem infantil. Não sei qual o propósito do autor, mas criança mau caráter não cai bem num país que soma milhares delas nas ruas, nos becos e no lugar mais frequente do esquecimento.
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno