quinta-feira, abril 29, 2010

Vida

A vida é de uma riqueza impressionante. Não importa se nós os mortais, que não morrem do outro lado esférico do universo, observe com a acuidade necessária. Uma plantinha, dessas que você compra num supermercado atrai pela cor. Levada para casa nem sempre é percebida e murcha. Logo que recebe água, alimento vital, ressurge sem timidez.

Considero mal agradecidas aquelas pessoas que não regam as plantas. Eu sou assim: vivo julgando ingratidão gratuita(?) que sai cara porque o mundo existiria sem nós. Será que alguém já pensou nisso?
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno