quinta-feira, janeiro 28, 2010

Reinado infantil

O sonho da mãe é colocar os filhos num pedestal. Na realidade, os pedestais existem a escolher ou deixar à própria sorte. Fico meio amarga quando vejo matérias indicando criança como rainha de bateria de escola de samba. O que a faz eleita? A discussão vai além do que pode significar tal posto, mas aonde estamos colocando o nosso público infantil?

"Oh, que coisa mais linda e cheia de graça?" Quem de nós pensa assim olhando através do vidro do carro aquela ou aquele malabarista no meio da pista, cruzando o nosso caminho e a gente de olho no atalho? As nossas crianças são engraçadinhas, fofuchas, boas de apertar quando saudáveis, alimentadas e agressivas no verbo (coisa de criança).

quarta-feira, janeiro 27, 2010

Sei não, mas ando assombrada. Acordei no meio da noite ouvindo o barulho da chuva. Foi um dia quente, eis a razão pela qual água do céu despenca sobre o teto. Um pensar me assusta e vejo(em cores) a água que toma conta de São Paulo, cidade poderosa, onde grande parte da população engorda os cofres de bancos, salários altos e posses sem cálculos.

A água me faz medo, nem sei por que o signo é de peixes. Nem sei nadar... quase perco o sono, quase pulo da cama para ver se não existia água escoando por algum local da casa. Experiência nada feliz vem a mente.

Acho que sou a única cearense que não fica feliz com chuva.E o que pensar dos moradores próximos ao arrepio das prioridades, com suas casas e o olhos alagados, que servem como pautas repetitivas?

Obrigada pela visita

Espero seu retorno