sexta-feira, novembro 19, 2010

Verdades

Sempre busquei ser verdadeira sem me dar conta da possibilidade e das consequências.

A minha verdade de quando criança era crescer, ser adulta. Uma vez grande eu queria, na verdade, não ter que estar ali.

Hoje, aqui, a minha verdade é ser dócil. O azedume sempre me perseguiu. Por isso, eu agradeço a todos aqueles que me irritaram e irritam. A acidez precisa de estímulo para buscar o adoçante.

quarta-feira, novembro 17, 2010

Mente

Estava cismando com o escorregadio pensar, que oscila entre a fé e o desespero. Nada mais é solitário do que desacreditar na Providência Divina. É descer no abismo sem o atrito e o amparo de um galho oportuno.

Eu preciso da consciência íntima de que a ajuda está além da compreensão pois que chega  no momento certo. A misericórdia nunca atrasa. O pensar é que se adianta, corre sozinho, sem freios, destrambelhadamente, vendo obstáculos os momentos de reflexão.

A mente não é ociosa é mal empregada.

Obrigada pela visita

Espero seu retorno