quinta-feira, dezembro 16, 2010

Liberdade

Sempre se encontra num texto um recado entre as linhas. Há sempre um chamado para fechar os olhos e sorver com prazer - como o primeiro gole do café da manhã - aquele sentido que só quem lê  percebe. Nem sempre o autor consegue alcançar o efeito da letra.

Nem sempre escrevemos o que lemos e nem sempre lemos o que traduz a palavra. É uma interpretação íntima, individual. Nesse caso, o leitor passa a ser o autor da frase. O texto se completa com a definição que se alonga ou é abortada.

O que importa é continuar expressando o pensar, porque não se prende a espaços, por maiores que sejam.

Obrigada pela visita

Espero seu retorno