quinta-feira, outubro 13, 2011

Eu já...

Eu já jurei amor eterno quando não ouvi um apelo semelhante.

Já larguei quando o domínio cavalgava num corpo e atitude masculinos.

Já fiquei quando não me pediram para continuar e falei quando o meu silêncio seria um convite a reflexão.
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno