terça-feira, abril 12, 2011

Na Fortaleza

Um dos quadros do programa apresentado por Narcélio Limaverde na rádio FM Assembleia é Fortaleza Antiga, crônica rica da cidade comportamental, com seus costumes e falas. E como fala o cearense. Lembro de quando menina - e, sinceramente, quem dera que assim ainda fosse - que a grande preocupação dos pais era ter filho mal falado, as meninas então...

 Gosto de lembrar das brincadeiras na rua. Sim, a rua era pra brincar, com poucos veiculos e nenhum perigo além de um acidente, como queda, por exemplo. Mas, menino naquele tempo caia e não se quebrava. Levava carão e, dependendo do susto na mãe, umas palmadas com direito a castigo como ficar sem os companheiros brincantes por alguns dias.

Como ajudava em casa e estudava, sobravam as noites para correr, pega-pega, cantigas de roda - gente! as cirandas eram lindas!

Não é saudosismo, não sinto saudade da infância, tenho mais o que fazer... mas, retenho na memória o que me fez crescer acreditando na bondade das pessoas.

segunda-feira, abril 11, 2011

No pé

Estava cismando o pensar a respeito de um sonho repetido. Algo com porta, portão. Sempre quando estou incomodada volto à cena: uma casa, um quarto em que sou personagem perseguida por alguem que não consigo identificar. É uma ameaça e quando tento fugir a porta não abre, não tem saida. Costumava acordar já sentada na cama com o coração aos saltos. 

Noite passada, o sonho contextualizado com a chuva. Uma parede amarela, um parafuso solto que antes segurava um portão. Não precisava fugir, mas resguardar-me. A água infiltrou na parede que cedia e dispensava a força no parafuso.

Penso na porta estreita e na limitada visão minha que, não me deixa ver o que mais necessito. Vivi uma época em que tinha curiosidade acentuada sobre os significados dos sonhos. Diziam tratar-se de ocupações de adolescente. Mas, normalmente, alguem fala quando começo a despertar. Agora, lembro perfeitamente da noite pasada :Você, Fátima, vive com um pé no passado e outro no presente.


Obrigada pela visita

Espero seu retorno