sexta-feira, janeiro 13, 2012

Paz que quero ter

Ninguem perguntou, mas respondo. A paz que quero ter está além da interrogação do que tenho feito até agora para atingir a meta.

Na verdade, nem sei bem o que é estar em paz, sem noias, conflitos... Mas, de vez em quando a respiração desacelera e encontro o afago do pensar calmo. Sim, acredito  estar ai no momento apaziguado.

Dia desses flagrei a calmaria minha já ficando inquieta pela tardia percepção. Senti, sutilmente, a reflexão fugídia. Ah... se quero mente tranquila, refletir é desaconselhável.

Obrigada pela visita

Espero seu retorno