sexta-feira, junho 15, 2012

A propósito de Florbela Espanca...

Eu sempre quis amar e este amor me foi apresentado de variadas formas, matizes.

Cinzas para não prenunciar a idade primaveril e vermelho sangue da paixão que arrebata!

Amarelo, prenúncio de  risco de afogamento na ânsia.

Dores doridas sem oxigênio, implodindo cenas desagradáveis, sem paternidade, mas com muitos autores.

Assinaturas sem crédito.

Obrigada pela visita

Espero seu retorno