terça-feira, agosto 09, 2016

Neste varal falta um calção


Os apelos para uma companhia de vez em quando chegam sorrateiros, brincalhões, escondidos no afã da liberdade de morar sozinha.

Quem vai modificar essa rotina  conquistada a duras penas?

Quem se habilitaria a interromper essa rotina conciliadora de personalidade tão vivaz, tão independente?

E este armário tão bem definido com suas gavetas intocáveis e sortidas de peças coloridas, macias, cheirosas?

E sem falar no tubo de pasta sempre bem fechado e sem deixar marcas na pia do banheiro pronto para ser fotografado?

Pois é.... pensou, pensou e num suspiro larga o que está fazendo para brincar com os apelos lembrando que bagunça faz parte da vida. Não é aquela bagunça de se perder o que se aprecia, mas aquela desarrumação que harmoniza com muito carinho e atenção.

Agora é flagrante a vontade de ver aquela  gaveta com espaços para as cores outras, não importa o gosto; toalhas molhadas jogadas de qualquer jeito, com marcas da presença de alguém que vem para fazer companhia...

Quem disse que vida arrumada é tranquila? é satisfação?

Parafraseando Bruna Lombardi, ela exclama "que me venha esse homem" e desarrume o seu pensar, a  não enfadada vida. Sim! porque se sabe bem morar sozinha, também pode ser boa companhia.

Obrigada pela visita

Espero seu retorno