quinta-feira, dezembro 21, 2006

Porque a mídia é coisa séria


Já é complicado e constrangedor entrar no rol das mulheres traídas numa pequena comunidade, imagino o quanto deve doer o conhecimento público do fato. Há um certo prazer na mídia em escancarar a dor. Neste momento, quero ser solidária à atriz Suzana Vieira por ser alvo dos veículos de comunicação, que se alimentam da fofoca.

Em todos os espaços o marido da atriz é notícia. No setor degenerescência ele ganha mais notoriedade do que ela. E isso faz sentido porque o talento está com Suzana. Não pretendo aqui por mais pimenta no molho, nem avaliar e colocar pechas no policial. A chamada é para tentar achar as razões que justifiquem a tomada tanto espaço e tempo da mídia.

Será que dá pra perceber que não é só o policial que perde oportunidade de ser leal?
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno