terça-feira, fevereiro 10, 2009

A tal da camisinha


O Carnaval está chegando por aqui, e o que vemos? A cidade não se disfarça, a fantasia deve ter se esquecido em alguma quarta-feira de cinzas. Como não vou às festas do pré-carnaval, nem dou conta. Se não fosse a profissão e o interesse de divulgar o que ocorre por aí, o Zé Pereira sequer seria lembrado.


No trânsito, nos dias normais, nas vias que me levam ao trabalho, a propaganda na traseira do ônibus é o indicativo de que a folia está para chegar. A imagem de uma camisinha. Ato contínuo o pensar lateja lembrando as divergências entre autoriades médicas e a Igreja com relação à distribuição maciça do acessório num convite sensual.


Na minha opinião, o carnaval nem tem mais razão para ser de estrupício. Se faz isso o ano todo...

Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno