domingo, setembro 02, 2007

No agrado das mulheres


Um amigo reclamou certa feita: o mundo é das mulheres. E sabe por que? Porque elas reclamam tudo e de tudo. Nós homens estamos tão relegados ao segundo ou ao terceiro planos, que nos salões de beleza, deixamos de ser o mote principal.


Antes, continuou ele, as mulheres se enfeitavam para nos agradar. Agora, não! Elas só pensam nelas mesmas. Quer uma prova? Quem mais percebe a outra? Basta um pequeno comentário de uma colega ou amiga, para que tudo seja modificado!


Fiquei cismando e tentei ajudar: mas, amigo, você deve estar vendo só um lado da questão, comentei. Nós mudamos pela imposição de várias adversidades. A mulher precisou sair de casa porque se cansou de ser dependente até para comer. E também, já vai longe o tempo em que nós mulheres comportavamo-nos como objeto de posse. E, além disso, quem foi que nos largou primeiro?


Saí-me com essa porque não cabia naquele momento um discurso feminista. Também porque não acredito, não aposto e nem desejo que homens e mulheres caminhem em vias paralelas.

Foi então que ele disparou: você mesma diz que o homem não está nos seus planos e que nada mais é novidade para você com relação a nós, homens. Isso pode até ser verdade, ponderei, mas o que você acha que estou fazendo agora?
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno