quarta-feira, abril 28, 2010

Na palma da mão

Estava imaginando que crescer com educação é ter disciplina doméstica. Mas foi na escola que aprendi o que é ser livre, soltando a imaginação diante das frases dos inúmeros livros que li até agora.

Não saberia dizer quantas obras guardo na mente. O diabo é que não encontro a senha para baixar os arquivos. Quem dera, mesmo num breve momento que fosse, provocar a biblioteca íntima e fazer jorrar as letras abaixo.

Junto a elas as lembranças outras que me enriquecem e fortalecem os meus dias. O primeiro ditado e a expressão de satisfeita da professora. Ufa! escapei da palmatória.
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno