segunda-feira, setembro 24, 2007

Sexo versus cigarro


O que tem a ver o cigarro, o hábito de tragar e deixar escapar aos poucos ou com volúpia, parte da fumaça, com sexo? Eu me pergunto como ex-fumante, a propósito da pesquisa publicada pelo jornal Folha de São Paulo , em que 5% dos entrevistados consideram sexy o hábito.


Eu já disse aqui que não fui consultada a respeito de quase tudo na vida, que me diz respeito e que também ignoro. Mas, fico na cisma com relação a essas enquetes, porque tudo gira em torno do sexo. É como se fossesemos apenas isso. É um desperdício de energia carregar tanto em um só ponto de luz.


Eu também já considerei chique e sexy fumar, confesso. Foi assim que comecei, imitando uma amiga de minha mãe, a quem considerava o modelo a ser seguido. Ficava encantada com a sua elegância, falando e ao mesmo tempo deixando escapar a fumaça. Até o cheiro do cigarro me fascinava. Como fez falta à época alguém que me dissesse que para ser mulher bonita, elegante e inteligente, bastava apenas querer, sem usar artifícios que poderiam tornar-me vítima de alguma doença grave.


Parei a tempo de evitar qualquer dano maior ao organismo. Eu acho que posso sobreviver sem vícios outros, mas fico em alerta para mostrar a alguma garota que queira ser sexy por fora, inalando a poluição, deixando passar sem viver intensamente, o que naturalmente é.
Postar um comentário

Obrigada pela visita

Espero seu retorno